CIRURGIA LAPAROSCÓPICA: Conheça os Benefícios!

cirurgia laparoscópica

Quando um paciente chega no meu consultório para realizar uma cirurgia, sempre que possível ofereço realizá-la através de procedimentos minimamente invasivos. Na maioria das vezes, o procedimento realizado é por cirurgia laparoscópica (também chamada cirurgia videolaparoscópica).

Muitos pacientes conhecem esse tipo de procedimentos como cirurgia “por láser”.  Porém, nesse tipo de operações raramente utilizamos esse tipo de dispositivos.

Mas… por que preferimos oferecer aos nossos pacientes essa abordagem? Será que realmente tem algúm benefício para eles? Conheça mais  nesse artigo!

As cirurgias do trato gastrointestinal podem ser realizadas de duas formas:

👉cirurgia convencional (aberta ou “com corte”)

👉cirurgia minimamente invasiva: que inclui a cirurgia laparoscópica e a robótica.

As técnicas minimamente invasivas revolucionaram a cirurgia moderna. Durante os últimos anos, seu uso se expandiu, e atualmente inclui a grande maioria dos procedimentos do trato gastrointestinal, incluindo as cirurgias oncológicas. 🦀

Nas cirurgias laparoscópicas e robóticas realizamos pequenas incisões de 0,5cm a 1,2cm, através das quais passamos os diferentes instrumentos para realizar o procedimentos. Por exemplo, utilizamos uma câmera especial para enxergar o interior da cavidade abdominal. As imagens da câmera, são ampliadas 30 vezes e observadas pela equipe cirúrgica em um monitor de alta resolução.🖥️

Além disso, utilizamos instrumentos especiais para realizar a mesma cirurgia que seria feita na cirurgia convencional, sem necessidade de grandes incisões.

Vantagens da Cirurgia Laparoscópica

E quais são as vantagens dessa abordagem?

cirurgia laparoscópica 2

1. Estética

Como dito anteriormente, a cirurgia laparoscópica é realizada através de pequenos cortes. Isso significa, cicatrizes menores. Ademais, alguns cortes podem ser “escondidos” dentro do umbigo ou perto da região do pubis. 

laparoscopia 3

2. Maior conforto para o paciente

Os pacientes operados por laparoscopia apresentam menos dor no pós-operatório, em comparação com a cirurgia aberta.  Além disso, apresentam um retorno mais rápido às atividades normais da vida diária.

Em algumas cirurgias de vesícula, hérnia e apêndice, a recuperação é tão rápida que o paciente pode receber alta no mesmo dia. Inclusive, geralmente poucas horas depois da cirurgia o paciente já pode se alimentar, ir no banheiro e realizar pequenas caminhadas no quarto e no corredor do hospital.

3. Segurança

Alguns procedimentos realizados por cirurgia laparoscópica apresentam menores taxas de sangramento e necessidade de transfusão. Por exemplo, na cirurgia do câncer de reto, a laparoscopia permite uma dissecção segura da pelve através de planos anatômicos que são melhor observados através da câmera. Isso ajuda na preservação de estruturas vasculares, prevenindo o sangramento. Além disso, ajuda a preservar nervos pélvicos tão importantes como aqueles que participam na ereção do pênis.

Outro benefício muito importante, é a menor taxa de hérnia incisional nos cortes. Uma hérnia é um orifício na parede abdominal através do qual a gordura ou o intestino são empurrados para fora. Um corte grande (como na cirurgia convencional) tem maior risco de desenvolver uma hérnia quando comparado a um corte de pequeno como na laparoscopia.

laparoscopia 4

4. Versatilidade

As técnicas mínimamente invasivas podem ser utilizadas para a grande maioria das cirurgias do trato gastrointestinal. Principalmente:

  • Fígado (hepatectomias)
  • Pâncreas (pancreatectomias)
  • Esôfago (esofagectomias)
  • Estômago (gastrectomias)
  • Intestino delgado (enterectomias)
  • Intestino grosso (colectomias), incluindo apêndice (apendicectomias) e  reto
  • Baço (esplenectomias)
  • Vesícula biliar e vias biliares

Em alguns casos, a cirurgia laparoscópica é considerado a via de abordagem “padrão ouro”, pelos claros e importantes benefícios que traz ao paciente. Esse é o caso das cirurgias:  bariátrica, de pedras na vesícula biliar, apendicite, do refluxo gastroesofágico, da hérnia de hiato e hérnia da virilha.

laparoscopia e cancer

5. Benefícios Oncológicos

A menor agressividade da cirurgia laparoscópica permite que o corpo do paciente responda de uma maneira mais tranquila em relação a inflamação que ela causa. Em termos técnicos,  a cirurgia laparoscópica permite uma menor resposta inflamatória à cirurgia.  Isso ajuda a manter as defessas do corpo funcionantes, para continuar lutando contra infecções e contra o câncer.

Ademais, o fato de estar relacionada a menor necessidade de transfusão de sangue, também permite obter uma menor resposta inflamatória.

Outros fatores que levam a benefícios oncológicos são: visão ampliada das estruturas, capacidade para operar áreas de difícil acesso para a cirurgia aberta (como a pelve ou o mediastino), etc.

Todos os cirurgiões realizam cirurgia laparoscópica?

Alguns cirurgiões não realizam esse tipo de procedimentos.  A cirurgia laparoscópica precisa de adaptação ao instrumental utilizado e à visão em duas dimensões proporcionada pela câmera de video. Por isso precisa de muitas horas de treinamento, além de formação especializada na área.

Comentário final: Como você viu, a cirurgia laparoscópica tem muitas vantagens. Por isso, se você vai ser submetido a uma cirurgia, pergunte ao seu cirurgião sobre a possibilidade de realizá-la por via mínimamente invasiva.

Dr. Jorge Vásquez Del Aguila

Cirurgião Geral e Cirurgião do Aparelho Digestivo.

CRM65607 | RQE 35264 | RQE 38167

2Comentários

  • Carla, 18 de julho de 2021 @ 19:01 Responder

    Fiz uma cirurgia a onze meses uma ernia na minha cesária e entrelaçou com o intestino aí os médicos me cortarão mais ou menos uns 40 centímetros de corte mais após esses meses notei um carocinho do tamanho de um feijão do lado direito do meu abdômen então quando aperto o local cinto um carocinho gostaria de saber se e normal ou e uma ernia

    • Dr. Jorge Vásquez Del Aquilla, 7 de agosto de 2021 @ 13:53 Responder

      Boa tarde, pode ser uma nova hérnia. Sugiro que volte a consultar com seu médico. Provávelmente ele solicitará um ultra-som de parede abdominal para confirmar ou descartar essa possibilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *