Refluxo gastroesofágico: como amenizar os sintomas!

Refluxo gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico consiste no retorno do conteúdo do estômago para o esôfago e em direção à boca de forma anormal, causando uma inflamação constante na parede do esôfago. Ocorre quando os mecanismos que deveriam impedir que o ácido do estômago saia do seu interior, não funcionam de forma adequada.

Quais são os sintomas do refluxo gastroesofágico?

sintomas de refluxo

  • Sensação de queimação que pode atingir a garganta e peito, além do estômago.
  • Arrotos e indigestão.
  • Regurgitação de ácido e alimentos até a boca.
  • Tosse seca, principalmente às noites, ronquidão ou dores de garganta frequentes.
  • Às vezes, o refluxo pode simular crises de asma ou outras doenças.

Os sintomas podem surgir minutos ou horas após a alimentação. tendem a piorar quando a pessoa permanece na posição horizontal após a refeição, principalmente na hora de dormir. Além disso, alguns alimentos aumentam o refluxo: QUEIJO, VINHO, GORDURAS, PIMENTA, CHOCOLATE, CAFE, MOLHO DE TOMATE, ETC.

Dicas Para Amenizar os Sintomas do Refluxo Gastroesofágico:

Há algumas formas de amenizar os sintomas desagradáveis causados pela doença do refluxo gastroesofágico:

Refluxo gastroesofágico

  1. Eleve a cabeceira da cama, principalmente se tiver sintomas noturnos ou respiratórios. Por exemplo, tosse, rouquidão ou pigarro.
  2. Evite deitar logo após comer. O ideal é esperar pelo menos duas horas!
  3. Não faça intervalos de tempo muitos grandes ou muito curtos entre as refeições. Controle a quantidade de alimentos ingeridos.
  4. Não faça exercícios físicos após uma refeição. Deixei seu estômago esvaziar os alimentos antes de fazer exercício.
  5. Evite roupas justas. Isso evita o aumento da pressão do abdome, que piora o refluxo.
  6. Evite tabaco e álcool , pois ambos alteram o funcionamento do esfíncter esofágico inferior (a porta natural que evita o refluxo).
  7. Elimine os “gatilhos dietéticos” (café, chocolate, pimenta, gordura, refrigerantes, molho de tomate e hortelã)
  8. Perca peso em caso de tiver sobrepeso ou obesidade.

É importante ressaltar que essas dicas não resolvem o problema, mas ajudam em relação aos sintomas. O refluxo gastroesofágico precisa de acompanhamento e tratamento com uma equipe especializada. Isso é devido a que o refluxo constante pode provocar uma intensa inflamação na parede do esôfago, chamada de esofagite que, se não for tratada corretamente, pode levar a várias complicações, como:  úlceras, anemia, fechamento do esófago e inclusive o câncer.

Por isso… Se você apresenta esses sintomas, procure um cirurgião do aparelho digestivo para avaliar o melhor tratamento. Ps… Não necessariamente vai precisar de cirurgia. Muitas vezes o tratamento é clínico (com dieta e medicamentos)!

E se estiver em BH e quiser marcar uma consulta comigo, é so clicar na imagem a seguir:

dr jorge vasquez

 

Dr. Jorge Vásquez Del Aguila

Cirurgião Geral e Cirurgião do Aparelho Digestivo.

CRM65607 | RQE 35264 | RQE 38167

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *